O DIREITO AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMO PARADIGMA A EFETIVAÇÃO DA JUSTIÇA AMBIENTAL

Autores

  • Ana Paula Cabral Balim, Luiza Rosso Mota, Maria Beatriz Oliveira da Silva

Resumo


A presente pesquisa bibliográfia desenvolvida através de uma abordagem dialética, objetiva em primeiro momento analisar a necessidade da constituição de um novo modelo de desenvolvimento efetivamente sustentável que vise para além de mero crescimento econômico, superar as injustiças ambientais decorrentes da insustentabilidade. Em segundo momento apresenta-se a construção jurídica e social do conceito de Justiça e injustiça ambiental, para fialmente, corroborar que o desenvolvimento, quando recepcionado como um direito em sua face sustentável considerando suas diversas dimensões, torna-se premissa básica para a superação das injustiças ambientais e paradigma à efetivação da Justiça ambiental.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

LUIZA ROSSO MOTA, MARIA BEATRIZ OLIVEIRA DA SILVA, A. P. C. B. O DIREITO AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMO PARADIGMA A EFETIVAÇÃO DA JUSTIÇA AMBIENTAL. Revista Direito à Sustentabilidade, [S. l.], v. 1, n. 2, 2000. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/direitoasustentabilidade/article/view/12345. Acesso em: 24 jun. 2022.

Edição

Seção

Doutrina Nacional