Transformações Fronteiriças no Oeste do Paraná (1960-2010): a Percepção como Possibilidade de Estudos

Autores

  • Tarcísio Vanderlinde

Palavras-chave:

Fronteira, Percepção, Impacto, Identidade.

Resumo


Estudo sobre as transformações fronteiriças no Oeste do Estado do Paraná – Brasil, a partir da década de 1960. A atividade foi desenvolvida sob a ótica da geografia humanística inspirando-se em reflexões realizadas pelos geógrafos Yi – Fu Tuan e Eric Dardel. Os autores procuram despertar nos pesquisadores “outros olhares” para se observar e problematizar o ambiente onde se vive. O estudo leva em conta a experiência de vida e presença do autor na região fronteiriça do Oeste do Paraná durante o perído temporal estabelecido. O período é marcado pelo final da fase “colonizatória” e o advento de grandes impactos sociambientais gerados pela modernização agrícola e pela construção da Hidrelétrica de Itaipu. O estudo contempla análises sobre estes dois eventos. Os impactos geraram processos de desterritorialização e deteriorização ambiental afetando a vida de milhares de pessoas sob o ponto de vista socioeconômico e afetivo.

Downloads

Publicado

29-04-2017

Como Citar

VANDERLINDE, T. Transformações Fronteiriças no Oeste do Paraná (1960-2010): a Percepção como Possibilidade de Estudos. Perspectiva Geográfica, [S. l.], v. 11, n. 15, p. 226–235, 2017. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/pgeografica/article/view/16817. Acesso em: 24 jan. 2022.