O Agricultor Familiar de São João del-Rei (MG) e os Desafios para sua Inserção no Mercado Local

Autores

  • Filipe César Pereira
  • Lígia Maria Brochado de Aguiar

Palavras-chave:

Território, Produção, Atravessador, Comercialização, Homens Lentos.

Resumo


O presente trabalho é um estudo de caso, cujo objetivo consistiu em compreender a territorialização e a territorialidade de agricultores familiares, dos chamados homens lentos, por Santos e Silveira (2001), que vivem na Colônia do Marçal, nas comunidades do Felizardo e Recondengo, em São João del-Rei (MG). Neste percurso, analisamos suas estratégias de produção e inserção no mercado local, tendo em vista a presença das Centrais de Abastecimento do estado de Minas Gerais e dos atravessadores no processo de negociação, compra e venda de seus produtos, para explicar a sua subordinação à lógica capitalista no processo de comercialização. Atualmente, a importância desses sujeitos no lugar se justifica a partir das suas práticas produtivas e nas possibilidades de articular redes solidárias de produção, de consumo e de comercialização no setor de hortaliças e algumas leguminosas, representando, sobretudo, uma alternativa para a sua resistência e permanência no território.

Downloads

Publicado

20-03-2018

Como Citar

PEREIRA, F. C.; BROCHADO DE AGUIAR, L. M. O Agricultor Familiar de São João del-Rei (MG) e os Desafios para sua Inserção no Mercado Local. Perspectiva Geográfica, [S. l.], v. 12, n. 17, p. 210–222, 2018. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/pgeografica/article/view/19114. Acesso em: 23 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos