A Morfopedologia das Vertentes e as Dimensões das Áreas de Preservação Permanentes Fluviais na Bacia do Córrego Peroba-PR

Autores

  • Carolina Glaeser Benincá
  • Vanda Moreira Martins

Palavras-chave:

Código Florestal, Morfologia de vertentes, Solos

Resumo


As Áreas de Preservação Permanente (APP) são as áreas associadas aos corpos d’água, cobertas por vegetação e destinadas a conservação dos recursos hídricos, da paisagem e da base geológica. Suas dimensões foram definidas, no Código Florestal Brasileiro, a partir da largura do curso d’água e do tamanho do módulo fiscal integrante. A partir de uma reflexão sobre estes critérios, o presente artigo aborda a interação entre os atributos morfopedológicos das vertentes e as APP fluviais na sub-bacia hidrográfica do Córrego Peroba, a fim de sugerir critérios fisiográficos para a delimitação das APP fluviais. A morfologia das vertentes (curvatura vertical e horizontal) e os atributos dos solos (espessura, textura, drenagem etc) foram os elementos básicos que nortearam a análise. A sub-bacia está localizada no circuito periurbano do município de Marechal Cândido Rondon-PR. As APP fluviais ao longo do canal principal da sub-bacia, via de regra, estão em conformidade com os critérios do Códico Florestal Brasileiro (2012), o que não significa que eles são adequados para garantir o equilíbrio do potencial natural/ecológico dos setores de fundos de vale, em que dominam as curvaturas de vertente convexo convergentes e os solos espessos e muito argilosos.

Downloads

Publicado

11-02-2020

Como Citar

GLAESER BENINCÁ, C.; MOREIRA MARTINS, V. A Morfopedologia das Vertentes e as Dimensões das Áreas de Preservação Permanentes Fluviais na Bacia do Córrego Peroba-PR. Perspectiva Geográfica, [S. l.], v. 14, n. 20, p. 59–71, 2020. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/pgeografica/article/view/24028. Acesso em: 9 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos