Biblioterapia e a Literatura Infantil: formando leitores contra a criminalidade e a exclusão

Autores

  • Sirlene Cristófano

DOI:

https://doi.org/10.48075/rt.v11i23.13055

Palavras-chave:

Literatura, Imaginário Infantil, Inclusão

Resumo


Num contexto como o desemprego, a insegurança política, o isolamento do indivíduo, estes fatores de mudanças não só criam nova situação de risco, da criminalidade  à exclusão, como também exigem de especialistas, novas formas de atenção, dessas situações de risco.Este artigo pretende divulgar a utilização da literatura infantil enquanto promotora da formação da identidade de crianças marginalizadas, além de fazer uma reflexão sobre como a literatura infantojuvenil desponta a possibilidade de educar para incluir, em vez de criminalizar para excluir.

Downloads

Publicado

30-10-2015

Como Citar

CRISTÓFANO, S. Biblioterapia e a Literatura Infantil: formando leitores contra a criminalidade e a exclusão. Trama, [S. l.], v. 11, n. 23, p. 130–159, 2015. DOI: 10.48075/rt.v11i23.13055. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/trama/article/view/13055. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

ARTIGO