ESCRITA E FALA: UMA PROPOSTA DE ANÁLISE DAS PRODUÇÕES ESCRITAS DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Autores

  • Nadieli Mara Hullen
  • Adriana Alexandra Ferreira
  • Sanimar Busse

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de apresentar resultados e discussões preliminares da atividade de pesquisa sobre processos e fenômenos fonológicos em produções escritas de alunos do Ensino Fundamental, coletadas no Programa “Formação continuada para professores da educação básica nos anos iniciais: ações voltadas para a alfabetização em municípios com baixo IDEB da região Oeste do Paraná”/CAPES/UNIOESTE. Tomando os estudos da fonologia, da variação linguística e da aquisição da língua escrita como roteiro teórico, foram identificados e analisados os fenômenos da fala registrados nos textos dos alunos do 4º e 5º Ano. Além dos processos de aquisição da língua escrita, a heterogeneidade linguística da comunidade atua sobremaneira sobre as hipóteses que os alunos constroem na aprendizagem da escrita. A confluência e convivência de diferentes culturas, línguas e falares na comunidade não se neutralizam no espaço da sala de aula, pois o aluno utiliza a fala como parâmetro mais concreto para a escrita e a sistematização e domínio do código. Para este trabalho foram selecionados 20 textos, que, após sua digitalização, foram estudados para identificação dos fenômenos. Dentre os fenômenos destacam-se a monotongação, a ditongação e a vocalização da lateral. A partir dos dados, pretende-se desenvolver algumas reflexões sobre o papel da escola em contextos multilíngues e sobre a necessidade de uma metodologia de ensino que contemple os fenômenos de variação e mudança linguística como conteúdos que reafirmam a identidade do falante.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

HULLEN, N. M.; FERREIRA, A. A.; BUSSE, S. ESCRITA E FALA: UMA PROPOSTA DE ANÁLISE DAS PRODUÇÕES ESCRITAS DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Travessias, Cascavel, v. 8, n. 2, 2000. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/10946. Acesso em: 28 out. 2021.

Edição

Seção

LINGUAGEM