ENSINO PROFISSIONAL PRIMÁRIO: A EXPERIENCIA DAS ESCOLAS DE APRENDIZES E ARTÍFICES NA PRIMEIRA REPÚBLICA

Autores

  • Leonardo da Costa Ferreira

Palavras-chave:

escola, profissional, república, operários

Resumo


Partindo da premissa de que o governo federal, no decorrer da Primeira República, não ficou omisso em relação ao desenvolvimento de políticas educacionais populares, o objetivo desse artigo é refletir sobre as motivações que levaram a presidência de Nilo Peçanha (1909-1910) a construir uma rede federal de escolas de ensino primário profissional na maioria das capitais dos estados brasileiros. Ressalta-se que o presente texto faz parte de uma pesquisa de doutorado em fase de conclusão que envolve a discussão dos debates e reformas educacionais entre o Império e a República.

Downloads

Publicado

19-12-2014

Como Citar

FERREIRA, L. da C. ENSINO PROFISSIONAL PRIMÁRIO: A EXPERIENCIA DAS ESCOLAS DE APRENDIZES E ARTÍFICES NA PRIMEIRA REPÚBLICA. Travessias, Cascavel, v. 8, n. 3, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/10983. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO