HISTÓRIA, ARTE E HUMOR NA CHARGE DE QUINO

Autores

  • Simone Beatriz Cordeiro Ribeiro

Palavras-chave:

Charge, História, Arte, Ensino, Língua Espanhola

Resumo


Este artigo procura destacar a utilização do gênero textual charge em aulas de Língua Espanhola enquanto instrumento de ensino de história, arte, política e cultura. Para tanto, elegeu-se uma charge do cartunista argentino Quino que está presente no livro didático Sintesís (2010). Contudo, em decorrência do material não trazer informações contextuais e de circulação do texto acaba delimitando a prática do professor que precisa buscar por informações para complementar sua prática. Diante da dificuldade de contextualizar a charge com algum acontecimento da nação argentina, propõe-se que o professor se utilize dela para trabalhar com aspectos históricos, culturais e políticos da Espanha, uma vez que é possível relacionar a charge de Quino à Guerra Civil Espanhola e ao bombardeio de Guernica, haja vista a presença e o jogo que o cartunista fez com a tela Guernica de Pablo Picasso, pintada em memória do ataque fascista à cidade espanhola. Neste sentido, faz-se uma discussão a especificidade da charge, que gênero representa e quais suas características, para em seguida abordar os elementos externos, como a vida e a obra de Picasso, a Guerra Civil Espanhola, o bombardeio de Guernica e a pintura do artista. A partir de tais aspectos parte-se a leitura da charge, estabelecendo uma conexão com a história, cultura e política espanhola.

Downloads

Publicado

19-12-2014

Como Citar

CORDEIRO RIBEIRO, S. B. HISTÓRIA, ARTE E HUMOR NA CHARGE DE QUINO. Travessias, Cascavel, v. 8, n. 3, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/11038. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTE E COMUNICAÇÃO