O leitor e a leitura literária subjetiva: processos receptivos, emancipados e performáticos

Autores

  • Ana Rosa Gonçalves De Paula Guimaraes

Palavras-chave:

Leitor, leitura, recepção, subjetividade, emancipação.

Resumo


O objetivo deste estudo é o de apresentar os modos, pelos quais, o trabalho da leitura literária nasce por meio do olhar e da voz de um “outro” – o leitor, um sujeito agente no ato da leitura. Para isso, partiu-se dos principais elementos norteadores da teoria literária, acerca das possibilidades desencadeadas pela literatura e pela leitura, enquanto descoberta de um universo desconhecido. A fim de fundamental o trabalho sobre como o leitor desempenha um papel ativo e performático, foi recorrido à estética da recepção, tendo como referencial teórico, especialmente, Iser (1979a; 1979b) e Lima (1979). Foram elencados e discutidos alguns conceitos para com o diálogo entre texto e leitor, como, por exemplo, de “Campo de Jogo”, de “Vazios Textuais”, onde, ausências aparentes contidas no texto serão transformadas em presenças e de um novo produto final formado – resultante da leitura singular concretizada pelos efeitos causados em um “outro”. Posteriormente, algumas questões subjetivas foram trazidas, a fim de verificar como a interação do texto com o leitor, convida este, a um movimento introspectivo, de resgatar experiências anteriormente compreendidas e de um sujeito-leitor possuidor de desejos, identificações e expectativas.

Referências

ARISTÓTELES. Arte Poética. Trad. P. Nassetti. São Paulo: Martin Claret, 2007.

CALVINO, I. Por que ler os clássicos. Tradução de Nilson Moulin. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

CANDIDO, A. A literatura e a vida social. In: Literatura e sociedade: estudos de teoria literária. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2011.

CHIAPPINI, L. Reinvenção da catedral: língua, literatura, comunicação – novas tecnologias e políticas de ensino. São Paulo: Cortez, 2005.

ISER, W. A interação do texto com o leitor. In: JAUSS, Hans Robert et al. A literatura e o leitor: textos de estética da recepção. Coord. e Trad. Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979a.

ISER, W. O jogo do texto. In: JAUSS, Hans Robert et al. A literatura e o leitor: textos de estética da recepção. Coord. e Trad. Luiz Costa Lima. 2 ed. rev. e amp. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979b.

LIMA, L. C. O leitor demanda (d)a literatura. In: JAUSS, Hans Robert et al. A literatura e o leitor: textos de estética da recepção. Coord. e Trad. Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

MACHADO, A. M. Como e por que ler os clássicos desde cedo. Rio de Janeiro: Objetiva, 2002.

MARTINS, M. H. O que é leitura? São Paulo: Brasiliense, 1992.

MENESES, A. B. A Palavra Poética: Experiência Formante. In: PASSOS, C. R. P.; ROSENBAUM, Y. (Org.). Escritas do Desejo: Crítica Literária e Psicanálise. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2011.

MOISÉS, C. F. Poesia e utopia: sobre a função social da poesia e do poeta. São Paulo: Escrituras Editora, 2007.

NAZAR, T. P. O sujeito e seu texto – psicanálise, arte, filosofia. Rio de Janeiro: Cia de Freud, 2009.

KON, N. K. Psicanálise e Literatura: Ambiguidades e Confluências. In: PASSOS, C. R. P.; ROSENBAUM, Y. (Org.). Escritas do Desejo: Crítica Literária e Psicanálise. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2011.

PASSOS, C. R. P. O Desejo e a Criação Literária (Relações: autor/texto, texto/leitor) In: PASSOS, C. R. P.; ROSENBAUM, Y. (Org.). Escritas do Desejo: Crítica Literária e Psicanálise. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2011.

PROUST, M. Sobre a Leitura. Trad. Carlos Vogt. Campinas, SP: Pontes, 2003.

RANCIÉRE, J. A partilha do sensível: estética e política. Trad. Mônica Costa Neto. São Paulo: EXO experimental org., Ed 34, 2005.

RANCIÉRE, J. O espectador emancipado. Trad. José Miranda Justo. Portugal: Orfeu Negro, 2010.

SILVA, V. M. A. Teoria da Literatura. 8 ed. Coimbra: Livraria Almedina, 2006.

WILLEMART, P. A pequena letra em teoria literária: a literatura subvertendo as teorias de Freud, Lacan e Saussure. São Paulo: Annablume, 1997.

Downloads

Publicado

06-07-2016

Como Citar

GUIMARAES, A. R. G. D. P. O leitor e a leitura literária subjetiva: processos receptivos, emancipados e performáticos. Travessias, Cascavel, v. 10, n. 2, p. 45–58, 2016. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/14514. Acesso em: 18 out. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO: LITERATURA, LEITORES, TEXTOS PRETEXTOS E DESTERRITORIALIDADES.