IDENTIDADE GUARANI: ONTEM E HOJE

Autores

  • Rosana Hass Kondo
  • Letícia Fraga

Palavras-chave:

Identidade, cultura, Educação Indígena.

Resumo


RESUMO: Partindo do pressuposto de que a identidade não é “dada ao nascer” (HALL, 2006), mas sim construída cotidianamente e continuamente (BAUMAN, 2005), procuraremos neste trabalho proceder a uma retrospectiva acerca da Cultura Guarani da comunidade indígena da aldeia do Pinhalzinho – Tomazina, Paraná, bem como das contribuições da escola para o processo de manutenção e/ou recuperação da cultura e memória dessas pessoas. Para isso, abordaremos as transformações identitárias que esse povo tem sofrido ao longo do tempo e também como estes atualmente mantêm ou não suas tradições que (re)definem o que é ser índio (MAHER, 1996) na sociedade atual, considerando a relevância da educação escolar indígena (CAVALCANTI; MAHER, 2005) na implementação de políticas afirmativas desta comunidade perante a sociedade dominante. Este trabalho é um recorte de uma pesquisa mais ampla, ainda em fase inicial, que se utiliza da pesquisa qualitativa de caráter etnográfico, cujo objetivo é compreender o processo de construção da identidade dos Guarani da Aldeia do Pinhalzinho, Tomazina - PR, comunidade que foi praticamente suplantada pela cultura dominante, por meio da investigação da(s) língua(s) utilizada(s) na comunidade. Como aporte teórico utilizaremos Mota (1994, 2006), Veiga (2006, 2007), Woodward (2009), Perez (2010), entre outros. Pretendemos com este trabalho possibilitar que as vozes dos Guarani se façam presentes na sociedade de modo que ao menos se amenize o processo de exclusão do qual esse grupo minoritário é vítima.    

Downloads

Publicado

14-05-2013

Como Citar

HASS KONDO, R.; FRAGA, L. IDENTIDADE GUARANI: ONTEM E HOJE. Travessias, Cascavel, v. 6, n. 3, 2013. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/7165. Acesso em: 23 out. 2021.

Edição

Seção

CULTURA