NEOLIBERALISMO E EDUCAÇÃO INFANTIL

Autores

  • Cassiane Knebel

Palavras-chave:

Educação infantil. Neoliberalismo. Intervenção do Estado.

Resumo


O artigo tem por objetivo compreender a educação infantil sob os imperativos do neoliberalismo, que busca impor sua visão de educação, como uma mercadoria oferecida a sociedade. A infância é a fase na qual o indivíduo mais desenvolve suas habilidades e competências, sendo a educação infantil de extrema importância para a formação integral do ser humano, devendo esta ser vista como primordial para a sociedade. Mas com as características do neoliberalismo, com intervenção mínima do estado, a educação também sentiu os revezes do neoliberalismo. No campo educacional uma das estratégias do neoliberalismo está centrada em transferir a educação da esfera da política para a esfera da economia, questionando assim seu caráter de direito e reduzindo-a a sua condição de propriedade, passando a educação de uma condição de serviço para a de mercadoria.  Percebe-se desta forma a minimização do Estado e essa problemática implica pensar o que significa uma simples redução da atividade do Estado no âmbito do bem-estar social ou uma redefinição do seu papel. Palavras-chave: Educação infantil. Neoliberalismo. Intervenção do Estado.   

Downloads

Publicado

05-11-2014

Como Citar

KNEBEL, C. NEOLIBERALISMO E EDUCAÇÃO INFANTIL. Travessias, Cascavel, v. 8, n. 2, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/9805. Acesso em: 18 out. 2021.

Edição

Seção

EDUCAÇÃO