SENTIMENTOS DOS PAIS FRENTE AO NASCIMENTO DO FILHO PREMATURO: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Autores

  • Adriana Valongo Zani
  • Cassia Aparecida da Silva
  • Gustavo Silva Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.48075/vscs.v1i1.11909

Palavras-chave:

Recém-nascido de Baixo Peso, Família, Prematuro, Unidades de Terapia Intensiva Neonatal

Resumo


O presente estudo propôs identificar, avaliar e sintetizar através da revisão integrativa os sentimentos dos pais que vivenciam o nascimento de um recém-nascido prematuro e de baixo peso. Trata-se de um estudo descritivo, de revisão integrativa. Foram utilizados artigos disponibilizados em duas bases de dados eletrônicas: Lilacs e Medline com publicação no período entre janeiro de 2000 e dezembro de 2013. Foram identificados inicialmente 42 artigos, sendo selecionados 10 artigos. Foi utilizado quadro sinóptico e a apresentação dos resultados e as discussões foram de forma descritiva. Os principais sentimentos da família frente ao nascimento do filho prematuro e de muito baixo peso foram medo, tristeza, insegurança, impotência, ansiedade, podendo estar acompanhados de sentimentos positivos como alegria pelo nascimento do filho, esperança, amor e otimismo. A religiosidade foi fator importante para a superação as adversidades vivenciadas. Faz-se necessário que os profissionais saibam reconhecer estes sentimentos e assim intervir para minimização dos sentimentos negativos e favorecimento dos sentimentos positivos, bem como estabelecer formas de comunicação e interação com os familiares, promovendo a participação dos pais na assistência, orientando e incentivando-os a tocar e cuidar de seus filhos.  

Downloads

Publicado

02-06-2015

Como Citar

ZANI, A. V.; SILVA, C. A. da; OLIVEIRA, G. S. SENTIMENTOS DOS PAIS FRENTE AO NASCIMENTO DO FILHO PREMATURO: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA. Varia Scientia - Ciências da Saúde, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 50–59, 2015. DOI: 10.48075/vscs.v1i1.11909. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/variasaude/article/view/11909. Acesso em: 17 out. 2021.

Edição

Seção

Revisões de Literatura