AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS COM DEMÊNCIA

Autores

  • Dara Correia Fernandes Fisioterapeuta do Hospital Regional Unimed. Setor Unimed Lar. Graduada em Fisioterapia pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR).
  • Joselito de Oliveira Neto Fisioterapeuta do Hospital Regional Unimed. Docente da Faculdade Maurício de Nassau. Doutorando em Biotecnologia - UFC.
  • José Nilson Rodrigues de Menezes Docente da Universidade de Fortaleza.
  • Daniela Gardano Bucharles Mont’Alverne Fisioterapeuta, Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) - Universidade Federal do Ceará (UFC)

DOI:

https://doi.org/10.48075/vscs.v3i2.17428

Palavras-chave:

Idoso, Dependência funcional, Demência.

Resumo


Objetivo: Avaliar a capacidade funcional de idosos institucionalizados com demência. Metodologia: Este estudo trata-se de uma pesquisa transversal de caráter exploratório, e, abordagem quantitativa. Participaram da pesquisa 43 idosos com idade igual ou superior a 60 anos, independente do sexo e residentes na instituição Unidade de Abrigo no período de agosto de 2013 a novembro de 2014. Aplicaram-se dois instrumentos: Medida de Independência Funcional (MIF) e o Escore Clínico de Demência (CDR). Resultados: Foi encontrado que dos idosos avaliados 25 (59,5%) eram do sexo masculino, com idade média de 78,45±11,42 anos. A média dos valores de MIF encontrados foi de 80,31±35, sendo estabelecida a classificação geral média da amostra em dependência modificada. O Escore Clinico de Demência apresentou uma média de 1,38±1,11 sendo identificado que a maioria da amostra possui entre os níveis moderado e grave de demência. De acordo com a correlação dos valores encontrados nos instrumentos de avaliação aplicados aos idosos (MIF e CDR) foi observada uma correlação negativa (r=-,903 p=0,000). Conclusão: Foi verificada uma dependência funcional modificada com níveis de demência de moderado a grave e que quanto maior o processo demencial sofrido pelo idoso, menor será sua capacidade de realizar suas atividades diárias de forma independente e maior será a necessidade de auxílio.

Biografia do Autor

Dara Correia Fernandes, Fisioterapeuta do Hospital Regional Unimed. Setor Unimed Lar. Graduada em Fisioterapia pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR).

Centro de Ciencias da Saúde. Universidade de Fortaleza.

Joselito de Oliveira Neto, Fisioterapeuta do Hospital Regional Unimed. Docente da Faculdade Maurício de Nassau. Doutorando em Biotecnologia - UFC.

Pós-graduaçao em Biotecnologia na área da saúde. Universidade Federal do Ceará. Fortaleza.

Downloads

Publicado

29-12-2017

Como Citar

FERNANDES, D. C.; NETO, J. de O.; DE MENEZES, J. N. R.; MONT’ALVERNE, D. G. B. AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE FUNCIONAL DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS COM DEMÊNCIA. Varia Scientia - Ciências da Saúde, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 116–125, 2017. DOI: 10.48075/vscs.v3i2.17428. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/variasaude/article/view/17428. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais