A DISPARIDADE DE RESULTADOS FINANCEIROS: O DICLOSURE SOCIOAMBINETAL E A INFLUÊNCIA DO ISE NESTE CONTEXTO

MARCELO FOGAÇA

Resumo

As novas exigências sociais, a ascensão das preocupações quanto aos impactos ambientais atreladas à necessidade da continuidade da criação de valor das atividades econômicas organizacionais, vêm colocando a sustentabilidade empresarial como umas das principais integrantes da reformulação da estratégia organizacional, além de transcender e ser altamente influenciadora na vantagem competitiva das Companhias. Neste sentido este estudo busca investigar se há influência do perfil socioambiental no desempenho financeiro das organizações. Procurou-se investigar se existe disparidade nos resultados financeiros entre o grupo de empresas que possuem maior disclosure socioambiental participantes do ISE, em relação ao grupo de empresas que foram listadas no processo seletivo, entretanto não entraram. Trata-se de um estudo cross-section, considerando o ano de 2014, com uma abordagem epistemológica quantitativa. Para tanto, utilizou-se a técnica de estatística descritiva, e na sequência verificou-se a normalidade dos dados por meio dos teste de Kolmogorov-Smirnov (K-S) e Shapiro-Wilk (S-W), sendo necessário a utilização do teste não paramétrico Mann-Whiteney para análise das duas amostras. Os achados deste estudo apontam que há diferenças nos resultados financeiros das organizações ao se considerar a maioria dos indicadores, onde apenas os indicadores ROE e ROA não apresentam significância entre os dois grupos.

Palavras-chave

Disclosure, Desempenho Financeiro, ISE

Texto completo:

PDF