A ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS NA FAMÍLIA E SUA RELAÇÃO COM AQUISIÇÃO DE EMPRÉSTIMOS

Angelita Alves de Carvalho, Karla Maria Damiano Teixeira, Flávia Gusmão

Resumo

Este trabalho teve como objetivo diagnosticar e analisar os motivos que levaram os funcionários públicos da Universidade Federai de Viçosa a adquirirem empréstimos. Devido aos problemas que os empréstimos podem causar às famílias, este tema toma-se um assunto de grande relevância para estudos, uma vez que está diretamente relacionado ao bem-estar familiar. Para isto, os associados de duas instituições cededoras de empréstimos foram estudados, abrangendo um total de 121 servidores. Dos principais motivos alegados para se recorrer a empréstimos, 45% foram investimentos (reforma de casa, negócio próprio); 40%, pagamento de dívidas (contas
atrasadas); e, 15%, emergências (problemas de saúde). Quanto à satisfação com o empréstimo, 90% dos associados entrevistados disseram que o empréstimo resolveu seus problemas e estão satisfeitos. Já com relação à quitação do empréstimo, 50% alegaram ter dificuldades. Caso precisassem fazer novos empréstimos, 100%
recorreriam à mesma instituição.

Texto completo:

PDF