O DICIONÁRIO COMO ARMA IDEOLÓGICA: Notas sobre o Diccionario Carcundatico (1821)

Maria Filomena Gonçalves

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o Diccionario Carcundatico (1821), obra singular na lexicografia portuguesa, que foi publicada no Rio de Janeiro pelo militar José Joaquim Lopes de Lima. Embora o dicionário apresente algumas das características de toda a obra lexicográfica – macroestrutura, microestrutura, ordem alfabética e certas formas de marcação –, na verdade não se trata de um dicionário da língua corrente mas, sim, de uma sátira inscrita na disputa ideológica/ política entre liberais e absolutistas na segunda década do século XIX. É nesse contexto que as unidades lexicais arroladas pelo autor cumprem uma função e fazem sentido. Com a análise dessas unidades e das suas microestruturas, procura-se demonstrar como “dicionário”, como género (meta)linguístico, pelas suas características específicas, foi visto como uma arma ao serviço do debate ideológico.

Palavras-chave


lexicografia; ideologia; língua portuguesa; Brasil.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Trama

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

e-ISSN 1981-4674 

Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Marechal Cândido Rondon 

Colegiado do Curso de Letras

Rua Pernambuco, 1777

Marechal Cândido Rondon - Paraná

Caixa Postal 91 - CEP: 85960-000

| trama.unioeste@gmail.com |