A EDUCAÇÃO LIBERTADORA COMO PRÁTICA DE UMA POLÍTICA DE INTEGRAÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Autores

  • Lucas Emanuel Ricci Dantas
  • Ana Paula Paschoal Pinto Lima

Palavras-chave:

Políticas Públicas, Integração, Pessoa com Deficiência, Ética, Pedagogia.

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo elucidar o papel da educação como aliada da construção de uma ética em direitos humanos no tocante a pessoa com deficiência. Educação essa que tem por base os fundamentos descritos na Pedagogia do Oprimido de Paulo Freire, baseando-se na problematização de educandos para o conhecimento das diferenças e da problemática da inclusão social da pessoa com deficiência no país, o trabalho fundamenta-se numa metodologia indutiva bibliográfica, aliando-se o levantamento de referencial teórico, com a fundamentação de hipóteses e deduções que surgiram ao longo da pesquisa. Dentro deste aspecto metodológico procura-se evidenciar o ponto de conexão entre a pedagogia e os direitos humanos dos deficientes, visando a construção de uma ética humanista e a emancipação das pessoas através da educação.

Downloads

Publicado

17-09-2014

Como Citar

RICCI DANTAS, L. E.; PASCHOAL PINTO LIMA, A. P. A EDUCAÇÃO LIBERTADORA COMO PRÁTICA DE UMA POLÍTICA DE INTEGRAÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. Ciências Sociais Aplicadas em Revista, [S. l.], v. 13, n. 24, p. 137–153, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/csaemrevista/article/view/8847. Acesso em: 23 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos