COOPERATIVISMO E AGRONEGÓCIO: UMA POSSIBILIDADE DE GESTÃO DE MARKETING PROFISSIONAL AOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS

Autores

  • Rodrigo Toaldo Cappellari

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v16i23.10912

Palavras-chave:

Agronegócio, Caprinocultura, Cooperativa e Marketing, Pequeno Produtor Rural

Resumo


O presente artigo tem por objetivo apresentar as vantagens de se inserir as ferramentas de gestão profissional de marketing no âmbito do agronegócio regional. Tendo em vista a realidade dos pequenos produtores rurais, o presente trabalho buscará apresentar uma possibilidade de “terceirização” da gestão de marketing, por meio da criação de uma sociedade cooperativa entre os produtores locais, a qual ficará encarregada de realizar a parte de gestão mercadológica do negócio de uma forma profissional, encarregando-se das áreas como: marca, nicho de mercado, publico consumidor, logística, entre outras, com isso, possibilitando ao pequeno produtor direcionar toda sua atenção ao que realmente sabe fazer: o cuidado da produção de sua propriedade. Para tanto, toma-se como exemplo para um plano de ação desta proposta, uma pequena empresa rural do ramo da caprinocultura. Apresenta-se também, todas as vantagens inerentes a uma sociedade cooperativa, como: benefícios tributários, fiscais, financeiros, jurídicos, administrativos, mercadológicos, entre outros. Ainda, indica-se todos os passos necessários para a formação de uma cooperativa de produtores, desde a busca de interessados, até a documentação e requisitos impostos pela legislação cooperativista. Ao fim, se buscará analisar os diferentes sistemas de parceria estratégica que poderão ser fechados pela cooperativa e diretrizes para possíveis ampliações no foco.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

CAPPELLARI, R. T. COOPERATIVISMO E AGRONEGÓCIO: UMA POSSIBILIDADE DE GESTÃO DE MARKETING PROFISSIONAL AOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 16, n. 23, p. 41, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v16i23.10912. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/10912. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos