AVALIAÇÃO DA PREVALÊNCIA DE SINTOMAS OSTEOMUSCULARES E FATORES ASSOCIADOS EM TRABALHADORES DE ENFERMAGEM DE UM HOSPITAL PÚBLICO DO OESTE DO PARANÁ

Autores

  • Eliane Pinto de Góes

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v16i24.11402

Palavras-chave:

Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, Saúde ocupacional, Enfermagem

Resumo


Este estudo teve como principal objetivo avaliar a prevalência de sintomas osteomusculares em trabalhadores de enfermagem de um Hospital Público do Oeste do Paraná e identificar os fatores associados a esses sintomas. Os dados foram obtidos por meio de um questionário composto por informações sobre variáveis sociodemográficas, laborais, demandas físicas no trabalho e sobre sintomas osteomusculares. Trata-se de um estudo transversal, de âmbito quantitativo, onde a amostra foi composta por 144 profissionais de enfermagem (auxiliares de enfermagem, técnicos de enfermagem e enfermeiros) do hospital. Foi identificada uma prevalência de sintomas osteomusculares entre os trabalhadores de 72,2% nos últimos 12 meses e de 60,4% nos últimos 7 dias. A região corporal mais referida foi quadril/membros inferiores (53,3%), seguida por região lombar (51,4%). Com base nos resultados obtidos é importante que a instituição desenvolva ações de promoção da saúde dos trabalhadores de enfermagem.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

GÓES, E. P. de. AVALIAÇÃO DA PREVALÊNCIA DE SINTOMAS OSTEOMUSCULARES E FATORES ASSOCIADOS EM TRABALHADORES DE ENFERMAGEM DE UM HOSPITAL PÚBLICO DO OESTE DO PARANÁ. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 16, n. 24, p. 163, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v16i24.11402. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/11402. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos