SEGURANÇA ALIMENTAR, PRODUÇÃO RURAL E DESIGUALDADE DE RENDA NA AMAZÔNIA: UM ESTUDO DE CASO NO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL BONAL – ACRE – BRASIL.

Autores

  • Tiago Oliveira Loiola
  • Raimundo Cláudio Gomes Maciel

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v17i26.11735

Palavras-chave:

Segurança Alimentar, Desigualdade de Renda, Autoconsumo, Produção Familiar Rural, Amazônia.

Resumo


A fome e desigualdade de renda é um tema cada vez mais discutido no mundo inteiro. A insegurança alimentar é um mal que afeta uma parte da sociedade, e a zona rural não fica imune. Estudos revelam que o homem do campo passa por situação de pobreza e miséria, no entanto, no meio rural a produção para o autoconsumo tem a capacidade de reduzir a fome. No entanto a redução da produção para o autoconsumo em tese, aumenta o nível de pobreza e miséria. Este trabalho tem por objetivo analisar a relação entre a pobreza, segurança alimentar e o autoconsumo das famílias assentadas no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Bonal, no município de Senador Guiomard, Acre. Para tanto, utiliza-se da metodologia do projeto Análise Socioeconômica de Sistemas de Produção Familiar Rural no Estado do Acre (ASPF), desenvolvido pelo Centro de Ciências Jurídicas e Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Acre. Com os resultados do nível de vida (NV) foi possível fazer uma análise unidimensional da renda das famílias confrontando com o salário mínimo (SM), mostrando em estratos a situação de pobreza e miséria no PDS Bonal. Pode-se concluir que a produção para o autoconsumo é um fator importante para aumentar a segurança alimentar e também diminuir a pobreza e a miséria do PDS Bonal.

Downloads

Publicado

22-08-2016

Como Citar

LOIOLA, T. O.; MACIEL, R. C. G. SEGURANÇA ALIMENTAR, PRODUÇÃO RURAL E DESIGUALDADE DE RENDA NA AMAZÔNIA: UM ESTUDO DE CASO NO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL BONAL – ACRE – BRASIL. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 17, n. 26, p. 30, 2016. DOI: 10.48075/rfc.v17i26.11735. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/11735. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos