PROCESSO DE BOLONHA E DISCURSO DAS COMPETÊNCIAS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: O PROJETO TUNING AMÉRICA LATINA

Autores

  • Tatiana Carence Martins
  • Aurélio Ferreira da Silva

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v17i25.14857

Palavras-chave:

Projeto Tuning, América Latina, Pedagogia das competências, Processo de Bolonha, Universidade latino-americana.

Resumo


O presente estudo busca discutir influências do Processo de Bolonha nas políticas de educação superior no âmbito da América Latina, partindo, neste sentido, da abordagem do Projeto Tuning América Latina e da demonstração de como que este reflete a lógica da pedagogia das competências. O método adotado é o da pesquisa bibliográfica e documental, de abordagem qualitativa.  Amplamente, o estudo considera a atual fase do capitalismo, nomeada de acumulação flexível, e a relação da educação superior com a noção de sociedade do conhecimento. O Processo de Bolonha, neste contexto, surgiu como política pública inserida na União Europeia, tendo como objetivo fim a ampliação da vantagem competitiva do bloco em termos de educação superior e a internacionalização de seu modus operandi. Como exemplo, verifica-se o Projeto Tuning aplicado à América Latina, que buscando alinhamento às orientações de Bolonha, agiu como metodologia para compatibilizar e comparar as formações universitárias, com vistas a uma possível transnacionalização dos currículos acadêmicos e da formação padronizada mundialmente, utilizando, para tanto, da pedagogia das competências.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

MARTINS, T. C.; SILVA, A. F. da. PROCESSO DE BOLONHA E DISCURSO DAS COMPETÊNCIAS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR: O PROJETO TUNING AMÉRICA LATINA. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 17, n. 25, p. 22, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v17i25.14857. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/14857. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Projeto Alfa III