FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: CONTEXTO E RELAÇÕES CURRICULARES PARA ALÉM DA LÓGICA PRESCRITIVA

Autores

  • Andréia Migon Zanella
  • Clésio A. Antonio
  • Benedita de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v18i28.15874

Palavras-chave:

Formação continuada de professores, currículo, educação básica, formação continuada em contexto da escola, pesquisa colaborativa

Resumo


O artigo trata de projeto de formação continuada de professores, desenvolvido em parceria entre pesquisadores e docentes de uma escola da Rede Estadual de Ensino de Francisco Beltrão, PR. Com o objetivo de analisar o modo como a integração das questões relacionadas às concepções de currículo nas propostas formativas pode contribuir para ampliar o sentido do currículo e suas relações no trabalho docente, discute a formação continuada em contexto escolar como um movimento que pode enriquecer e transformar a ação pedagógica, tendo em vista as implicações políticas e ideológicas do contexto de atuação nas propostas formativas. Por meio de pesquisa bibliográfica e análise de relatórios da formação, evidencia a hegemonia da perspectiva tradicional de ensino e da lógica prescritiva nos processos escolares, propõe que o currículo seja pensado como espaço de produção cultural, para superar a visão que concebe os professores como técnicos, destaca as possibilidades da formação à construção coletiva de uma nova cultura escolar e à superação da lógica da prescrição.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

ZANELLA, A. M.; ANTONIO, C. A.; ALMEIDA, B. de. FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES: CONTEXTO E RELAÇÕES CURRICULARES PARA ALÉM DA LÓGICA PRESCRITIVA. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 18, n. 28, p. 11, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v18i28.15874. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/15874. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos