CONCEPÇÃO DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA DAS ESCOLAS ESTADUAIS DO MUNICÍPIO DE PLANALTO-PR, QUANTO A UTILIZAÇÃO DE MODELOS DIDÁTICOS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE GENÉTICA.

Autores

  • Gabriela Maria Welter Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Realeza.
  • Vanessa Silva Retuci Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Realeza.
  • Izabel Aparecida Soares Universidade Federal da Fronteira Sul- Campus Realeza.

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v21i33.22017

Palavras-chave:

Genética, Recurso Didático, Aprendizagem Lúdica.

Resumo


 A disciplina de Biologia tem sido apontada pelos alunos como sendo complexa. Tal fato normalmente é atribuído aos conceitos e conteúdos complexos, mas muitas vezes é o reflexo  da falta de metodologias variadas para o ensino, principalmente da genética. Na tentativa de minimizar as dificuldades, alternativas podem contribuir no processo de ensino e aprendizagem, dentre elas, a utilização de modelos didáticos. Neste trabalho foi analisada a importância do uso de modelos didáticos para o ensino de genética, partindo da perspectiva dos professores de biologia das escolas estaduais do município de Planalto-PR. Inicialmente foram construídos três modelos didáticos para disponibilizar aos professores, os quais foram utilizados para trabalhar os conteúdos que eles elencaram como sendo de maior complexidade. Os modelos foram utilizados em sala de aula, e os envolvidos relataram a validade dos recursos como estratégias didáticas, auxiliando no entendimento dos conteúdos, bem como resgatando nos estudantes a participação durante as aulas.

Biografia do Autor

Gabriela Maria Welter, Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Realeza.

Discente do curso de Ciências Biológicas, Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Realeza

Vanessa Silva Retuci, Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Realeza.

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá (1998); pós-graduada em nível de mestrado no ano de 2003 e doutorado em 2007, titulações obtidas na Universidade Estadual de Maringá no Programa de Pós-graduação em Agronomia, área de concentração Melhoramento Genético Vegetal. Atualmente, professora da Universidade Federal da Fronteira Su l- campus Realeza - PR.

 

Izabel Aparecida Soares, Universidade Federal da Fronteira Sul- Campus Realeza.

Graduação em Ciências Biológicas. Mestre e Doutora em Agronomia, área de concentração Melhoramento Genético. Professora Associado D (Nível II) da Universidade Federal da Fronteira Sul, desenvolvendo  pesquisa com Toxicologia Comparada com foco em qualidade da água.

Downloads

Publicado

11-04-2020

Como Citar

WELTER, G. M.; RETUCI, V. S.; SOARES, I. A. CONCEPÇÃO DOS PROFESSORES DE BIOLOGIA DAS ESCOLAS ESTADUAIS DO MUNICÍPIO DE PLANALTO-PR, QUANTO A UTILIZAÇÃO DE MODELOS DIDÁTICOS COMO FERRAMENTA PARA O ENSINO DE GENÉTICA. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 21, n. 33, p. 09, 2020. DOI: 10.48075/rfc.v21i33.22017. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/22017. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos