IDENTIFICAÇÃO TAXONÔMICA DE PLANTAS MEDICINAIS USADAS NO MACIÇO DE BATURITÉ, NO CEARÁ

Autores

  • Carlos Henrique Silva Pinheiro Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) https://orcid.org/0000-0003-3967-7361
  • Ana Karolyne Ancelmo Freire Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab)

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v23i38.26888

Palavras-chave:

Fitoterápicos. Saúde urbana. Etnobotânica.

Resumo


A utilização de plantas medicinais está marcada na história do desenvolvimento da humanidade, ainda hoje, é comum ver alguma espécie cultivada em residências brasileiras, tanto em jarros, como em jardins ou em canteiros que consorciam várias plantas medicinais. Nesse contexto, o trabalho pretende identificar, discutir e classificar três das espécies encontradas através de uma pesquisa exploratória de campo – em residências visitadas em cidades do Maciço de Baturité, zona serrana do estado do Ceará – somada a uma pesquisa bibliográfica a respeito das classificações e usos das plantas coletadas. Constatou-se que são três as espécies mais encontradas nos estabelecimento, sendo estas, a Alfavaca (Ocimum basilicum L.), o Boldo-da-terra (Plectrantus barbatus A.) e o Coirama-Branco (Bryophyllum pinnatum (Lam.).

Biografia do Autor

Carlos Henrique Silva Pinheiro, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab)

Estudante de agronomia com enfase em agroecologia e agricultura familiar.

Ana Karolyne Ancelmo Freire, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab)

Estudante de agronomia com enfase em agroecologia e agricultura familiar.

Downloads

Publicado

27-10-2021

Como Citar

SILVA PINHEIRO, C. H.; FREIRE, A. K. A. IDENTIFICAÇÃO TAXONÔMICA DE PLANTAS MEDICINAIS USADAS NO MACIÇO DE BATURITÉ, NO CEARÁ. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 23, n. 38, 2021. DOI: 10.48075/rfc.v23i38.26888. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/26888. Acesso em: 9 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos