EFEITOS DA EDUCAÇÃO NOS RENDIMENTOS DE HOMENS E MULHERES NO ESTADO DO PARANÁ: UMA ANÁLISE CONTRAFACTUAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v23i38.27457

Palavras-chave:

Diferença salarial. Gênero. Educação. Paraná.

Resumo


Este trabalho tem como objetivo estabelecer os efeitos da educação sobre os rendimentos dos trabalhadores ocupados, segundo o gênero, e sua evolução no Paraná, a partir dos microdados da PNAD 2005 e 2015. Para isso, foram efetuadas a mensuração dos determinantes salariais mincerianos e a tradicional decomposição de Oaxaca-Blinder. A decomposição contrafactual salarial constatou a elevação do hiato salarial entre homens e mulheres no Paraná, ao contrário da situação nacional, e a redução da discriminação de gênero e das diferenças salariais explicadas pelas características das trabalhadoras. A educação é a causa mais importante das diferenças salariais na perspectiva dos fatores produtivos e dos postos de trabalho, que favorece a mulher trabalhadora, muito embora esse legado positivo tenha sido reduzido no período.

Biografia do Autor

Adriana Pereira Pedra

Bacharel em Economia pela Universidade Estadual de Londrina.Pr

Solange de Cassia Inforzato de Souza, Universidade Estadual de Londrina

Professora do Curso de Economia e do Programa de Mestrado em Economia Regional da Universidade Estadual de Londrina. Pr

Magno Rogério Gomes, Universidade Estadual de Londrina

Professor do Curso de Economia da Universidade Estadual de Londrina.Pr

Downloads

Publicado

27-10-2021

Como Citar

PEDRA, A. P.; SOUZA, S. de C. I. de; GOMES, M. R. EFEITOS DA EDUCAÇÃO NOS RENDIMENTOS DE HOMENS E MULHERES NO ESTADO DO PARANÁ: UMA ANÁLISE CONTRAFACTUAL. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 23, n. 38, 2021. DOI: 10.48075/rfc.v23i38.27457. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/27457. Acesso em: 9 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos