FUNDAMENTOS E PRÁTICAS DA FORMAÇÃO DO TRABALHADOR NO BRASIL: O LEGADO DOS ANOS 1990

Autores

  • Georgia Sobreira dos Santos Cêa

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v12i16.7438

Resumo


O artigo apresenta os referenciais teórico-metodológicos e os principais resultados de uma pesquisa coletiva que investigou os pressupostos e ações governamentais referentes a políticas de formação do trabalhador no Brasil, implementadas por quatro ministérios (educação, saúde, trabalho e defesa), a partir dos anos 1990. Por meio de análise documental e de estudos bibliográficos, a pesquisa permitiu evidenciar que as políticas de formação do trabalhador no Brasil, a partir da década de 1990, passaram a servir de instrumentos de regulação social do Estado brasileiro, mediando processos relacionados à reforma gerencial do Estado e à legitimação da destinação do fundo público para o setor privado.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

CÊA, G. S. dos S. FUNDAMENTOS E PRÁTICAS DA FORMAÇÃO DO TRABALHADOR NO BRASIL: O LEGADO DOS ANOS 1990. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 12, n. 16, p. 101, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v12i16.7438. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/7438. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Projeto Alfa III