OLHARES REFLEXIVOS NAS INCERTEZAS VERIFICADAS NA VIDA DOS JOVENS DO ENSINO MÉDIO

Autores

  • Luana Dall
  • Sandro Bochenek
  • Tânia M. Bettiol

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v12i16.7440

Resumo


O presente artigo tem por objetivo propor uma reflexão, de âmbito educacional, sobre o ensino médio e as incertezas por ele produzidas sob três enfoques diferenciados. O primeiro limita-se a caracterizar o adolescente sob o ponto de vista da psicologia e a distância existente entre o que se espera que se produza neste ciclo educacional e o que ocorre na prática, tendo em vista que o jovem, nesse momento, passa por um período de escolhas e mudanças profundas tanto físicas como psicológicas e tais transformações já se mostram difíceis de serem administradas. O segundo enfoque se restringe a uma discussão sobre a falta de competência que se percebe no ensino médio em promover um nível adequado de letramento, o que provoca a falta de interesse de muitos em dar continuidade aos estudos e que, certamente, comprometerá o futuro dos jovens. O terceiro enfoque aponta para a necessidade de se discutir o ensino médio e a capacidade em preparar o sujeito para as mais variadas exigências do mundo contemporâneo e o – cada vez mais – competitivo mercado de trabalho atual. As reflexões propostas permitem verificar que muito do que se propõe para o ensino médio é simplesmente inexequível ou representa uma realidade um tanto utópica em relação ao que seria ideal que fosse promovido, portanto, apresenta-se distante da realidade cotidiana escolar brasileira.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

DALL, L.; BOCHENEK, S.; BETTIOL, T. M. OLHARES REFLEXIVOS NAS INCERTEZAS VERIFICADAS NA VIDA DOS JOVENS DO ENSINO MÉDIO. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 12, n. 16, p. 135, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v12i16.7440. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/7440. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos