STRESS HÍDRICO NO PERÍMETRO URBANO EM MUNICÍPIOS DA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ

Autores

  • Francieli do Rocio Campos

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v11i14.7580

Resumo


O presente trabalho contextualiza a situação dos recursos hídricos da Região Sudoeste do Paraná, enfatizando o stress hídrico decorrente da escassez de água. Essa ameaça se fundamenta a partir dos agentes urbanos utilizadores dos recursos hídricos. Mediante ao potencial hídrico encontrado na Região verifica-se a situação de stress hídrico na área urbana de cada município, e estima-se a possibilidade de ocorrência atual, a médio e longo-prazo da escassez de água potável. Tendo como demarcação do estudo o total de 21 municípios do Sudoeste do Paraná. Os dados foram fornecidos pela Empresa de Saneamento do Paraná – SANEPAR e Superintendência de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental – SUDERHSA. Os resultados apontam que apenas três municípios estão passando por um período de stress hídrico, e o restante dos municípios a possibilidade sistematizada de ocorrência a longo prazo. Dessa forma, a Região Sudoeste não está em um estado de stress hídrico, o risco se concentra nos municípios pólos em função das suas taxas de crescimento demográfico e pela infraestrutura atrativa para o desenvolvimento regional.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

CAMPOS, F. do R. STRESS HÍDRICO NO PERÍMETRO URBANO EM MUNICÍPIOS DA REGIÃO SUDOESTE DO PARANÁ. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 11, n. 14, p. 75, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v11i14.7580. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/7580. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos