A GEOGRAFIA E OS “TERRITÓRIOS DE MEMÓRIA” (AS REPRESENTAÇÕES DE MEMÓRIA DO TERRITÓRIO)

Autores

  • Luiz Carlos Flávio

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v15i21.8731

Palavras-chave:

geografia, território, memória, territórios de memória

Resumo


A produção territorial, a qual envolve as dinâmicas materiais substantivadas no presente, também contempla a elaboração de representações, imagens e visões acerca do passado, cujo acervo de experiências, amparado na memória, é aspecto fundante do fomento das produções atuais. Este trabalho aborda a participação da memória como construção social na produção territorial.  Ou, mais especificamente, a atuação de imagens de memórias coletivas como trabalho social de “esculpir o tempo”, onde a História é enquadrada a partir das representações dominantes, em que a história dos vencedores é tida como a “História” de todos. Problematizamos o fato de que muitas memórias pertencentes à história de grupos marginalizados ou excluídos são banidas do acervo de representações socialmente válidas. Nossa análise busca escavar os “territórios de memória”, ou seja, perscrutar os mecanismos de uso social da memória como instrumento que alimenta e legitima os processos de dominação social voltados aos controles e apropriações territoriais.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

FLÁVIO, L. C. A GEOGRAFIA E OS “TERRITÓRIOS DE MEMÓRIA” (AS REPRESENTAÇÕES DE MEMÓRIA DO TERRITÓRIO). Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 15, n. 21, p. 123, 2000. DOI: 10.48075/rfc.v15i21.8731. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/8731. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos