MUDANÇAS DECORRENTES DA EXPANSÃO DA MONOCULTURA DA SOJA NO ESTADO DO TOCANTINS: DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DOS MUNICÍPIOS DE CAMPOS LINDOS E LAGOA DA CONFUSÃO

Autores

  • Eder da Silva Cerqueira

Palavras-chave:

Monocultura da Soja. Lagoa da Confusão. Campos Lindos. Índice de Desenvolvimento Humano. Agronegócio.

Resumo


Este artigo objetiva discutir os impactos sócio-econômicos da expansão da monocultura da soja no estado do Tocantins, tendo como objeto de investigação os municípios de Lagoa da Confusão e Campos Lindos. A avaliação e análise dos indicadores sócio-econômicos foram efetuadas tendo como base dados fornecidos pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), levando-se em consideração o intervalo de 1991-2000. As variáveis analisadas foram: População, por situação de domicílio (rural e urbana); Longevidade, Mortalidade e Fecundidade; Nível educacional da população adulta; Renda, pobreza e desigualdade; Porcentagem de renda apropriada por extratos da população e índice de desenvolvimento humano municipal. Observou-se uma dinamização da economia regional e local dos municípios pesquisados, bem como uma tendência na elevação dos índices de Desenvolvimento Humano, mas, em contrapartida, houve uma tendência de elevação dos índices de concentração de renda e de pobreza. 

Downloads

Publicado

17-03-2014

Como Citar

CERQUEIRA, E. da S. MUDANÇAS DECORRENTES DA EXPANSÃO DA MONOCULTURA DA SOJA NO ESTADO DO TOCANTINS: DIAGNÓSTICO SOCIOECONÔMICO DOS MUNICÍPIOS DE CAMPOS LINDOS E LAGOA DA CONFUSÃO. Perspectiva Geográfica, [S. l.], v. 8, n. 9, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/pgeografica/article/view/9342. Acesso em: 20 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos