CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA E PROTÉICA DE GENÓTIPOS DE FEIJÃO COMUM CULTIVADOS NA REGIÃO OESTE DO PARANÁ – BRASIL

Rose Mary Helena Quint Silochi, Silvia Renata Coelho Machado, Eduardo Manoel Branco

Resumo


Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar os parâmetros agronômicos, a qualidade tecnológica e protéica, correlacionando estas variáveis em doze genótipos de feijoeiro comum, classes preto e carioca. Grãos controle e armazenados (seis meses) foram analisados quanto, número de vagens por planta e grãos por vagem, altura das plantas e altura da primeira inserção. Os atributos tecnológicos, como tempo de cocção, capacidade de absorção de água, percentual de grãos inteiros, teor de proteína, pH e condutividade elétrica foram avaliados e os resultados submetidos à análise de variância, teste F e análise de correlação. Todos os parâmetros agronômicos apontaram diferenças significativas ao nível de 5% (teste F), entre os genótipos. Os atributos tecnológicos demonstraram significância (< 5%) para a interação entre os fatores (genótipo e armazenamento). O armazenamento de todos os genótipos de feijão sob condições ambientais pelo período de seis meses não é recomendado devido contribuir para o endurecimento dos grãos e reduzir o índice de grãos inteiros após a cocção.


Palavras-chave


Phaseolus vulgaris, armazenamento, atributos tecnológicos, análise de correlação.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Faz Ciência


ISSN 1677-0439 (versão impressa) – ISSN 1983-148X (versão eletrônica)

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Francisco Beltrão

Rua Maringá, 1200 - Bairro Vila Nova

Francisco Beltrão – Paraná - CEP: 85605-010

revista.fazciencia@unioeste.br |