Emoções no Trabalho: Um Estudo em Organizações do Setor Bancário

Autores

  • Hilka Pelizza Vier Machado
  • César Renato Ferreira da Costa
  • Vanderly Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.48075/comsus.v1i1.11460

Palavras-chave:

Organizações, Setor Bancário, Emoções no Trabalho

Resumo


A compreensão das emoções no trabalho é importante para compreender a dinâmica social das organizações, pois elas contribuem para a interpretação dos fatos vividos pelos sujeitos (FRIJDA, 2010). Considerável importância vem sendo dada por estudos, na área organizacional, sobre esse assunto (FINEMAN, 2000; HOCHSCHILD, 1983), mas há ainda um campo vasto a ser explorado. Este estudo tem como objetivo conhecer e comparar a auto percepção emocional e a percepção da emoção de chefes em dois grupos de funcionários, pertencentes a duas organizações públicas no setor de serviços bancários, a fim de verificar possíveis variações entre organizações, como também variações em relação ao tempo de trabalho e à função. As organizações foram escolhidas tendo em vista o elevado nível de padronização dos serviços. Assim, um grupo de 112 funcionários de duas instituições respondeu o questionário da pesquisa, que tinha como conteúdo principal um rol de palavras, que traduzem expressões emocionais, extraídas da literatura (BAGOZZI, WONG, WI, 1999; HAVILAND-JONES, 2000), dispostas em duas escalas tipo Likert, para assinalar a percepção emocional e a percepção da emoção do chefe. Os resultados demonstraram que a auto percepção emocional foi influenciada pelo tempo de serviço e pela função. Quanto à percepção emocional da chefia, esta também se apresentou diferenciada no tempo de trabalho e quanto ao nível hierárquico.

Downloads

Publicado

05-03-2015

Como Citar

VIER MACHADO, H. P.; FERREIRA DA COSTA, C. R.; JANEIRO, V. Emoções no Trabalho: Um Estudo em Organizações do Setor Bancário. Revista Competitividade e Sustentabilidade, [S. l.], v. 1, n. 1, p. 29–45, 2015. DOI: 10.48075/comsus.v1i1.11460. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/comsus/article/view/11460. Acesso em: 17 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos