A coleta seletiva e reaproveitamento do lixo domiciliar: Estudo e aplicação prática em Lindoeste Paraná

Autores

  • Claudio Webber
  • Loreni Teresinha Brandalise

DOI:

https://doi.org/10.48075/comsus.v7i1.20716

Palavras-chave:

Sustentabilidade, Competitividade, Gestão Ambiental

Resumo


RESUMOO reaproveitamento e destinação final dos resíduos sólidos produzidos nos centros urbanos tem sido um desafio aos Municípios brasileiros. Este trabalho busca apresentar como a coleta seletiva pode ser implementada de forma eficiente e efetiva em Lindoeste. A metodologia adotada baseou-se na análise de dados secundários disponíveis em artigos, periódicos e na legislação, bem como em informações e relatórios técnicos disponibilizados pelo Município.O resultado apresenta de forma objetiva que as ações planejadas pelo gestor voltadas à educação ambiental, parcerias, gestão e a construção de um centro de triagem de resíduos sólidos, são capazes de transformar a realidade local e trazer resultados significativos no enfrentamento da problemática estudada. O estudo permitiu, ainda, subsidiar o Município com sugestões de ações de aprimoramento no processo de gestão e organização da coleta seletiva, reciclagem e reaproveitamento dos resíduos sólidos urbanos, de forma organizada e sustentável.

Biografia do Autor

Loreni Teresinha Brandalise

Doutora em Engenharia de Produção (UFSC); vice-líder do Grupo de Pesquisa em Sustentabilidade GPSA da Unioeste.

Downloads

Publicado

25-03-2020

Como Citar

WEBBER, C.; BRANDALISE, L. T. A coleta seletiva e reaproveitamento do lixo domiciliar: Estudo e aplicação prática em Lindoeste Paraná. Revista Competitividade e Sustentabilidade, [S. l.], v. 7, n. 1, p. 214–224, 2020. DOI: 10.48075/comsus.v7i1.20716. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/comsus/article/view/20716. Acesso em: 24 out. 2021.