Competitividade da cotonicultura em países selecionados

Autores

  • Arthur Urias Marinho Cavalcante Universidade Federal de Goiás
  • Silvia Parreira Tannús Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.48075/comsus.v7i3.24665

Palavras-chave:

algodão, VCR, competitividade, contencioso DS267

Resumo


A análise da competitividade por meio da comparação com concorrentes dos resultados econômicos de determinado setor é de suma importância para garantir permanência e rentabilidade no longo prazo. Nesse sentido, o propósito deste trabalho foi analisar mediante uso do Market Share em conjunto do Índice de Vantagens Comparativas Reveladas e do Índice de Contribuição ao Saldo a competitividade das exportações brasileiras de algodão em pluma no período de 2000 a 2017 comparando-os com os mesmos indicadores de países selecionados e verificar os resultados advindos do contencioso DS267 na OMC para este setor. Foi possível observar que durante o período analisado os países selecionados apresentaram vantagens comparativas reveladas e constatou-se que o embate judicial, assim como, a vitória brasileira do contencioso provocou aumento de competitividade no período analisado e para os períodos futuros a tendência é de resultados ainda mais expressivos, resultando em acréscimo de competitividade do produto brasileiro no mercado internacional

Biografia do Autor

Arthur Urias Marinho Cavalcante, Universidade Federal de Goiás

Engenheiro de Produção formado pela Universidade Federal de Goiás

Silvia Parreira Tannús, Universidade Federal de Goiás

Professora do Curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Goiás

Downloads

Publicado

13-12-2020

Como Citar

CAVALCANTE, A. U. M.; TANNÚS, S. P. Competitividade da cotonicultura em países selecionados. Revista Competitividade e Sustentabilidade, [S. l.], v. 7, n. 3, p. 638–652, 2020. DOI: 10.48075/comsus.v7i3.24665. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/comsus/article/view/24665. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos