IDENTIDADE DO PROFESSOR E DO APRENDIZ DE LÍNGUA ALEMÃ: um levantamento eletrônico de alguns estudos brasileiros

Autores

  • Cristiane Schmidt

DOI:

https://doi.org/10.48075/revex.v13i1.8936

Palavras-chave:

Formação de processos identitários, professores e aprendizes de Língua Alemã, pesquisas brasileiras.

Resumo


Na contemporaneidade, conviver com situações interlinguísticas e culturais tem-se configurado numa tendência dentre os diversos segmentos sociais, sendo que, como em toda a mescla de sabores, existe a possibilidade de transformações de características da própria identidade no confronto com outras formações discursivas. Nesse sentido, destaca-se que a formação da identidade profissional de professores, a alteridade e a representação de professores a respeito de si mesmos como falantes de uma língua estrangeira (LE) vêm sendo objeto de investigação de diversos estudos, contribuindo para a valorização desses profissionais. Dessa forma, procura-se apresentar algumas reflexões acerca da formação de processos identitários de professores e de aprendizes de língua alemã (LA), assim como de suas crenças e representações em relação ao referido idioma. A metodologia adotada consiste numa abordagem qualitativa, a partir de um levantamento eletrônico das pesquisas brasileiras no período de 2006 a 2012.

Downloads

Publicado

27-03-2014

Como Citar

SCHMIDT, C. IDENTIDADE DO PROFESSOR E DO APRENDIZ DE LÍNGUA ALEMÃ: um levantamento eletrônico de alguns estudos brasileiros. Revista Expectativa, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 139–157, 2014. DOI: 10.48075/revex.v13i1.8936. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/expectativa/article/view/8936. Acesso em: 24 jan. 2022.

Edição

Seção

Seção - Línguas/Comunicação