AVALIAÇÃO DE UM PROJETO DE ECOEFICIÊNCIA SEGUNDO AS PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Autores

  • Maria do Carmo Assis Todorov
  • Claudia Terezinha Kniess
  • Cibele Barsalini Martins
  • Sergio Bomfim Martins

DOI:

https://doi.org/10.48075/revex.v13i1.9115

Palavras-chave:

Ecoeficiência. Gerenciamento de Projetos. Sindicato das Secretárias(os).

Resumo


Os projetos de ecoeficiência são caracterizados pelos desempenhos ambientais e financeiros, com a redução progressiva do impacto ambiental e do consumo de recursos. Por isto, a implantação de projetos de ecoeficiência é um valioso caminho para atingir a meta do desenvolvimento sustentável. O Projeto analisado buscou o desenvolvimento autossustentável para agregar valor a cada colaborador e de uma forma mais ampla contribuir para a preservação dos recursos renováveis e não renováveis do planeta. Diante deste contexto, este trabalho buscou responder a seguinte questão de pesquisa: Como identificar as práticas em Gerenciamento de Projetos na execução de um Projeto de Ecoeficiência? Desta forma o objetivo nesta pesquisa foi identificar as práticas em Gerenciamento de Projetos na execução do Projeto de Ecoeficiência implantado no Sindicato das(os) Secretárias(os) do Estado de São Paulo-SINSESP, segundo as práticas em gerenciamento de projetos. Por meio de estudo de caso, verificou-se quais processos foram atendidos, com foco nas seguintes áreas de conhecimento: Qualidade, Comunicações e Recursos Humanos.  Mesmo sem o conhecimento sistemático das práticas em gerenciamento de projetos, o SINSESP praticou a maioria dos processos gerenciais, o que resultou no alcance da meta do Projeto e no envolvimento dos stakeholders. Este resultado está relacionado com a economia de 31% em energia elétrica, 27% em água potável, 18% em água encanada e 65% em copos descartáveis.

Downloads

Publicado

05-02-2014

Como Citar

TODOROV, M. do C. A.; KNIESS, C. T.; MARTINS, C. B.; MARTINS, S. B. AVALIAÇÃO DE UM PROJETO DE ECOEFICIÊNCIA SEGUNDO AS PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Revista Expectativa, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 121–138, 2014. DOI: 10.48075/revex.v13i1.9115. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/expectativa/article/view/9115. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Seção - Gestão nas Organizações