MULHER E A PSIQUIATRIA NO SÉCULO XIX

Autores

  • Adriana do Val Alves Taveira UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - UNIOESTE.
  • Juliana Rodrigues Universidade Estadual do Oeste do Paraná- UNIOESTE.
  • Daisa Maria Levandoski FADEP - Faculdade de Pato Branco.

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v20i31.20047

Palavras-chave:

Subjetividade, Psiquiatria, Corpo feminino

Resumo


A partir de estudos sobre as formas de poder estruturado no Estado Moderno, controlador de alguns grupos da sociedade é que o presente artigo foi concebido. A pesquisa originária deste artigo aborda a construção dos saberes psiquiátricos sobre o corpo feminino e como este processo definiu espaços para as mulheres no século XIX. Neste contexto, o organismo da mulher visto das mais diferentes maneiras, passa a ser estudado pela medicina principalmente pela área psiquiátrica. Duas obras de grande contribuição histórico-filosóficas foram primordiais para o presente estudo. Em primeiro lugar,a obra História das mulheres no Brasil, organizado por Mary Del Priore , e, em segundo, História da sexualidade I e II, de Foucault. A partir da análise sobre essas e outras indicadas nas Referências deste trabalho, constatou-se váriosdados que demonstram a sujeição da mulher aos limites de sua sexualidade, tais conhecimentos ainda refletem nos dias de hoje como ideias construídas e fixadas como verdades ao longo dos anos. O objetivo da pesquisa consiste na discussão de tais influências buscando assim entender as relações de gênero ainda demarcadas na sociedade atual, que se utiliza desse dispositivo biológico como condição de dominação social e opressão.

Biografia do Autor

Adriana do Val Alves Taveira, UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - UNIOESTE.

Pós-doutorado pela Universidade de Coimbra-Pt em “Democracia e Direitos Humanos”, Doutora em Direito pela Universidade Estadual Paulista – UNESP – Professora Associada da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE. Líder do Grupo de Estudo e Pesquisa de Gênero e Empoderamento da Mulher - GEPGEM. E-mail: adriana_val_taveira@hotmail.com.

Juliana Rodrigues, Universidade Estadual do Oeste do Paraná- UNIOESTE.

Mestre em Educação pela Universidade Estadual doOeste do Paraná-UNIOESTE, Especialista em Docência do Ensino Superior pela Universidade Norte do Paraná-UNOPAR. Professora da rede básica de ensino Francisco Beltrão. E-mail: motta.julianarodrigues@gmail.com

Daisa Maria Levandoski, FADEP - Faculdade de Pato Branco.

Psicóloga.Membro do Grupo de Estudo e Pesquisa de Gênero e Empoderamento da Mulher-GEPGEM. E-mail: adriana_val_taveira@hotmail.com.

Downloads

Publicado

14-01-2019

Como Citar

TAVEIRA, A. do V. A.; RODRIGUES, J.; LEVANDOSKI, D. M. MULHER E A PSIQUIATRIA NO SÉCULO XIX. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 20, n. 31, p. 95, 2019. DOI: 10.48075/rfc.v20i31.20047. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/20047. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos