ANÁLISE E ESPACIALIZAÇÃO DOS RECURSOS PROVENIENTES DE GERAÇÃO PRÓPRIA DE RECEITAS PÚBLICAS PELOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE GOIÂNIA, ENTRE 2012 E 2013

Autores

  • Bruno Carneiro Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.48075/geoq.v8i2.11036

Resumo


A espacialização das principais receitas tributárias municipais (IPTU, ITBI e ISSQN) possibilitou a identificação e análise da heterogeneidade econômica dos municípios da Região Metropolitana de Goiânia (RMG). Foi possível correlacionar a representatividade das receitas tributárias com as formas de uso e ocupação do solo e a disponibilidade de equipamentos de uso coletivo. Ademais, discutiu-se a relação das receitas tributárias municipais com as políticas de integração metropolitana, enfatizando as funções públicas de interesse comum entre os municípios da RMG. Sugere-se que o assunto seja pauta de discussões na agenda de planejamento de ambientes metropolitanos, uma vez que as receitas tributárias apresentam relevância enquanto mecanismos importantes para a economia, regulação urbana e custeio municipal.

Downloads

Publicado

20-10-2015

Como Citar

OLIVEIRA, B. C. ANÁLISE E ESPACIALIZAÇÃO DOS RECURSOS PROVENIENTES DE GERAÇÃO PRÓPRIA DE RECEITAS PÚBLICAS PELOS MUNICÍPIOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE GOIÂNIA, ENTRE 2012 E 2013. Geografia em Questão, [S. l.], v. 8, n. 2, 2015. DOI: 10.48075/geoq.v8i2.11036. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/geoemquestao/article/view/11036. Acesso em: 18 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos