A HISTÓRICA CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA DO BRASIL: ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE PAULICÉIA/SP

Autores

  • Rodrigo Simão CAMACHO

DOI:

https://doi.org/10.48075/geoq.v4i1.4439

Resumo


Em nossa discussão acerca da questão agrária fizemos uma construção histórica a respeito da concentração fundiária no Brasil. Entendemos que este é um problema que se iniciou no período colonial e, atualmente, está relacionado com a internacionalização da economia brasileira, pois o latifúndio hoje se tornou propriedade do agronegócio. Assim, como forma genérica de exemplificar esse processo vamos mostrar dados de nossa pesquisa de mestrado sobre como se encontra organizada a distribuição de terras no município de Paulicéia/SP. Neste caso, percebemos claramente a porção superior de terra ocupada pelas propriedades acima de 1000 hectares, mesmo representando um número significativamente inferior aos de pequenas e médias propriedades. Neste estudo, é possível verificar também muito bem como o campo na região da Alta Paulista é formado pelo latifúndio, mas também, por territórios não-capitalistas camponeses que resistem ao avanço do agronegócio, principalmente, o da monocultura da cana-de-açúcar no setor sucroalcooleiro.

Downloads

Publicado

31-01-2011

Como Citar

CAMACHO, R. S. A HISTÓRICA CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA DO BRASIL: ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE PAULICÉIA/SP. Geografia em Questão, [S. l.], v. 4, n. 1, 2011. DOI: 10.48075/geoq.v4i1.4439. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/geoemquestao/article/view/4439. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos