ANÁLISE DA QUALIDADE AMBIENTAL URBANA: O EXEMPLO DE OSVALDO CRUZ/SP

Autores

  • Valéria Lima

DOI:

https://doi.org/10.48075/geoq.v7i2.9385

Resumo


A qualidade ambiental pode ser considerada como um equilíbrio entre os elementos físicos com os tipos de uso e ocupação do solo conciliando com as diversas atividades desenvolvidas neste espaço. Esta se agrava e ganha importância à medida que as cidades se expandem sem um adequado planejamento e sem considerar a dinâmica natural dos elementos físicos da paisagem. A análise da qualidade ambiental na cidade de Osvaldo Cruz/SP teve como base a metodologia fundamentada no Planejamento da Paisagem e sua principal ferramenta é a representação de atributos ambientais para posterior análise integrada dos mesmos. Para a análise utilizou-se o cruzamento e a representação dos atributos: uso do solo; déficit de espaços públicos destinados a áreas verdes; densidade populacional, áreas susceptíveis às enchentes; ausência de cobertura vegetal arbórea. A representação e integração de tais atributos foram elaboradas em um SIG através do software Spring. Em Osvaldo Cruz/SP, verificou-se que as áreas com baixa qualidade ambiental apresentaram os seguintes problemas: carência de áreas verdes e espaços públicos, ausência de cobertura vegetal arbórea, principalmente na parte central da cidade e ocorrências de enchentes.

Downloads

Publicado

23-09-2014

Como Citar

LIMA, V. ANÁLISE DA QUALIDADE AMBIENTAL URBANA: O EXEMPLO DE OSVALDO CRUZ/SP. Geografia em Questão, [S. l.], v. 7, n. 2, 2014. DOI: 10.48075/geoq.v7i2.9385. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/geoemquestao/article/view/9385. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos