PALAVRAS PROIBIDAS: UMA LEITURA DE “O INCOMPREENDIDO” DE CARRY VAN BRUGGEN

Alecrides Jahne Raquel Castelo Branco de Senna

Resumo


Resumo: Utilizando como mote o conto “O incompreendido” da escritora holandesa Caroline Lea de Haan (1881-1932), o artigo discute a questão do assimilacionismo e do antissemitismo, tendo como base os textos Antissemitismo e O judeu como pária de Hannah Arendt (1906-1975) e Do anti-sionismo ao anti-semitismo Leon Poliakov (1910-1997).


Palavras-chave


Carry Van Bruggen; Literatura; Antissemitismo; Assimilacionismo

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Revista de Literatura, História e Memória

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista de Literatura, História e Memória - Qualis B2

ISSN: 1983-1498 — ISSN: 1809-5313


Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Programa de Pós-Graduação em Letras - PPGL

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalhm@gmail.com |