Vozes femininas na recente poesia brasileira: linguagem e modernidade

Antonio Donizeti da Cruz

Resumo

Um estudo sobre poemas de Alice Ruiz, Astrid Cabral, Helena Kolody, Lília A. Pereira
da Silva e Virgínia Vendramini que trazem as marcas da modernidade no sentido de apresentar
uma linguagem condensada que privilegia a linguagem crítico-reflexiva, o tema da identidade, a
síntese poética e os questionamentos da linguagem. Poetas da modernidade, elas apresentam
em suas obras uma poesia marcada pela preocupação com a linguagem e elaboram novas formas,
perspectivas e possibilidades de significação, sem abdicar do passado. Mediante o ato de nomear,
de operacionalizar o discurso, as autoras projetam espaços de conscientização e cumplicidade
com o leitor. Nessa perspectiva, o fazer poético é invenção, (re)descoberta da presença/ausência
e construção de espaços possíveis operacionalizados pela linguagem.

Palavras-chave

Vozes femininas; Poesia Brasileira; Linguagem; Modernidade

Texto completo:

PDF