A DIALÉTICA DA SEXUALIDADE E DA EDUCAÇÃO SEXUAL NA FORMAÇÀO DE DOCENTES

Autores

  • Andréa Regina de Carvalho Gomes
  • Giseli Monteiro Gagliotto

DOI:

https://doi.org/10.48075/rfc.v18i28.13823

Palavras-chave:

Formação de Professoras/es, Sexualidade, Políticas Públicas em Sexualidade, Educação Emancipatória.

Resumo


O presente artigo trata do processo de formação em sexualidade para as/os professoras/es do Curso de Formação de Docentes do Colégio Estadual Mário de Andrade, em Francisco Beltrão-PR-BR. Elucida quais diretrizes orientam (e se de fato orientam) o trabalho pedagógico das/dos professoras/es que formam professoras/es, no tocante à  sexualidade. Por meio de pesquisa-empírico bibliográfica de cunho qualitativo, toma a sexualidade como produto histórico e dimensão da práxis humana. Ancorada no método do materialismo histórico-dialético, defende uma Educação Sexual Emancipatória, na qual a autonomia quanto aos valores e atitudes ligados à sexualidade torne as/os professoras/es capazes de denunciar situações repressoras da sexualidade.   Palavras-Chave: Sexualidade, Formação de Professoras/es, Educação Sexual Emancipatória

Downloads

Publicado

24-12-2016

Como Citar

DE CARVALHO GOMES, A. R.; GAGLIOTTO, G. M. A DIALÉTICA DA SEXUALIDADE E DA EDUCAÇÃO SEXUAL NA FORMAÇÀO DE DOCENTES. Revista Faz Ciência, [S. l.], v. 18, n. 28, p. 123, 2016. DOI: 10.48075/rfc.v18i28.13823. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/fazciencia/article/view/13823. Acesso em: 17 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos