ALTERAÇÕES AMBIENTAIS EM MUNICÍPIOS DO AGRESTE PERNAMBUCANO E AÇÕES DOS GOVERNOS PARA MIMIZÁ-LAS, SEGUINDO A PERCEPÇÃO DE GESTORES MUNICIPAIS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/ijerrs.v4i2.28374

Resumo


Um dos temas mais debatidos atualmente tem sido os impactos antrópicos sobre o ambiente natural e são insuficientes as políticas públicas destinadas à sua minimização. Nota-se a carência de estudos da realidade ambiental nos municípios pernambucanos, bem como a ausência de políticas ambientais para enfrentar esses impactos negativos. Visando a analisar as recentes alterações ambientais e acompanhar os programas dos governos locais, foram investigados, a partir da aplicação de questionário idêntico ao utilizado pelo IBGE, referente a 2002 e em todo o Brasil, e de entrevistas, os municípios mais populosos na mesorregião Agreste de Pernambuco. A partir dos questionários, foram gerados dois índices: o Índice das Pressões Antrópicas e o Índice de Atenuação das Pressões Antrópicas. Comprova-se, a partir dos dados, aumento dos impactos e um número reduzido de políticas municipais

Biografia do Autor

Cristiano Corrêa, Núcleo de Pesquisas Econômicas do Setor Público (NUPESP)

Mestre em Gestão do Desenvolvimento Local Sustentável, pela Universidade de Pernambuco(Estadual), Especialista em Gestão Governamental pela mesma instituição, exercendo atividades de Gestão e Docência no Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco há 18 anos, colabora também com o Núcle de Pesquisas Econômicas do Setor Público (NUPESP) da Universidade de Pernambuco. 

Downloads

Publicado

22-03-2022

Como Citar

PEDROSA, I. V.; CORRÊA, C. . ALTERAÇÕES AMBIENTAIS EM MUNICÍPIOS DO AGRESTE PERNAMBUCANO E AÇÕES DOS GOVERNOS PARA MIMIZÁ-LAS, SEGUINDO A PERCEPÇÃO DE GESTORES MUNICIPAIS. International Journal of Environmental Resilience Research and Science - IJERRS, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 1–21, 2022. DOI: 10.48075/ijerrs.v4i2.28374. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/ijerrs/article/view/28374. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Edição especial - III Workshop RIPERC - artigos convidados