INVISIBILIDADE, PARASITISMO E CANIBALISMO: EMBATES DA HEROÍNA ROSÉLIE EM HISTOIRE DE LA FEMME CANNIBALE, DE MARYSE CONDÉ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/rlhm.v17i29.25918

Palavras-chave:

invisibilidade, parasitismo, canibalismo, autorrepresentação feminina, literatura antilhana, Maryse Condé,

Resumo


Este artigo analisa o romance Histoire de la femme cannibale, de 2003, da escritora do arquipélago caribenho de Guadalupe Maryse Condé a partir das premissas do feminismo negro (Djamila Ribeiro) e do feminismo decolonial (Françoise Vergès). Trata-se de observar como a protagonista do romance, Rosélie, tem a trajetória transpassada pela tríade invisibilidade, parasitismo e canibalismo. De origem antilhana, a personagem possui um casamento misto e experiencia um exílio africano, na Cidade do Cabo pós-apartheid. Estas condições lhe impõem a invisibilidade social, a xenofobia e a segregação que ainda vigoram no país sulafricano. Diante do olhar excludente e depreciativo do outro, Rosélie desenvolve uma dinâmica de sobrevivência baseada em ‘parasitar’ o marido, um professor branco de origem irlandesa especialista em literatura. A partir de sua verve de pintora, a personagem aposta nas metáforas do canibalismo – e sua interface com o movimento antropofágico brasileiro – para superar o trauma de viuvez inesperada que lhe força a assumir o protagonismo de sua vida. Análises de entrevistas de Condé e de textos de Evaristo, Adichie, Benjamin, Berry, Andrade, Tremblay, Sourieau, Viala, Migraine-Georges, Glissant, Schœlcher e Figueiredo, entre outros, nos permitirão observar a composição de personagens que aludem à autorrepresentação feminina na contemporaneidade.

Downloads

Publicado

02-07-2021

Como Citar

ROCHA, V. M. da. INVISIBILIDADE, PARASITISMO E CANIBALISMO: EMBATES DA HEROÍNA ROSÉLIE EM HISTOIRE DE LA FEMME CANNIBALE, DE MARYSE CONDÉ. Revista de Literatura, História e Memória, [S. l.], v. 17, n. 29, p. 371–400, 2021. DOI: 10.48075/rlhm.v17i29.25918. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/rlhm/article/view/25918. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

PESQUISA EM LETRAS NO CONTEXTO LATINO-AMERICANO E LITERATURA, ENSINO E CULTURA