RECEPÇÕES INTELECTUAIS DO TERROR. DISPUTAS EM TORNO DO CONCEITO DE VIOLÊNCIA E TOTALITARISMO NA EXPERIÊNCIA INTELECTUAL DE CORNELIUS CASTORIADIS E CLAUDE LEFORT (1946-1967)

Autores

  • Guilherme Bianchi

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i1.13710

Resumo


O texto pretende compreender como certos eventos da história do comunismo durante a década de 1940 e 1950 afetaram o pensamento de dois filósofos franceses ativos politicamente durante o período em questão: Cornelius Castoriadis e Claude Lefort. Mais que tentar compreender o pensamento de ambos através de um registro de suas trajetórias intelectuais, caberá abranger os espaços de compartilhamento e encontro de ideias através de suas participações conjuntas no grupo e na revista francesa Socialisme ou Barbarie. A hipótese defendida é a de que a compreensão das ideias de Castoriadis e Lefort (em suas similitudes, diferenças e disputas) pode complexificar concepções mais hegemônicas sobre uma história do pensamento de esquerda no século XX e suas relações com o fenômeno da violência

Downloads

Publicado

11-07-2016

Como Citar

BIANCHI, G. RECEPÇÕES INTELECTUAIS DO TERROR. DISPUTAS EM TORNO DO CONCEITO DE VIOLÊNCIA E TOTALITARISMO NA EXPERIÊNCIA INTELECTUAL DE CORNELIUS CASTORIADIS E CLAUDE LEFORT (1946-1967). Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 324–344, 2016. DOI: 10.36449/rth.v20i1.13710. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/13710. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos