A “crítica ‘Mafaldiana’ ” à sociedade burguesa numa leitura marxista: HQ’s e contra-hegemonia na aula de história

Autores

  • Carlos Eduardo Rebuá Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v14i2.4862

Resumo


A partir da leitura crítica de Mafalda, obra do cartunista argentino Quino, e alicerçados no conceito de hegemonia em Gramsci, buscamos analisar as possibilidades de se construir coletivamente sentidos contra-hegemônicos no ensino de História através do que chamamos de “crítica ‘Mafaldiana’” aos elementos característicos da sociedade burguesa. As contribuições de Gramsci no que diz respeito à educação (a relação dialética entre hegemonia e educação), e sua discussão acerca dos aparelhos privados de hegemonia e da guerra de posição, constituem pilares fundamentais das análises. Em termos metodológicos, foram selecionadas seis tiras de Mafalda, presentes na obra Toda Mafalda, no intuito de subsidiar as reflexões aqui esboçadas.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

OLIVEIRA, C. E. R. A “crítica ‘Mafaldiana’ ” à sociedade burguesa numa leitura marxista: HQ’s e contra-hegemonia na aula de história. Tempos Históricos, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 134–153, 2000. DOI: 10.36449/rth.v14i2.4862. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/4862. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: História e Mídia