PATRIMÔNIO CULTURAL DO LITORAL DE FORTALEZA: OS DESAFIOS DA PESQUISA HISTÓRICA

Autores

  • André Aguiar Nogueira
  • Antônio Gilberto Nogueira

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i1.13798

Resumo


Os inventários quando aplicados em situação urbana têm se constituído em importante recurso metodológico na produção de sensibilidades e conhecimento histórico sobre o patrimônio cultural das cidades. Enquanto instrumentos de identificação e preservação do patrimônio cultural, os inventários têm buscado mapear e reconhecer espaços e práticas, por meio de registros, nos quais os valores referenciais das identidades sociais se configuram em sua natureza dinâmica. Seguindo esta perspectiva, o artigo desenvolve algumas considerações acerca da experiência de pesquisa e registro das tradições e sociabilidades urbanas que constituem o patrimônio cultural do litoral de Fortaleza. Busca inventariar práticas culturais e representações sociais constituídas ao longo do processo de modernização da orla da cidade. Problematiza lugares, memórias, personagens e referências culturais das localidades praianas, sobretudo, a partir das sensibilidades que emergem das entrevistas.

Downloads

Publicado

11-07-2016

Como Citar

NOGUEIRA, A. A.; NOGUEIRA, A. G. PATRIMÔNIO CULTURAL DO LITORAL DE FORTALEZA: OS DESAFIOS DA PESQUISA HISTÓRICA. Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 241–271, 2016. DOI: 10.36449/rth.v20i1.13798. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/13798. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático