A CRÔNICA URBANA DE SÃO PAULO PELA LUNETA INVERTIDA DO HISTORIADOR (1910-1922)

Autores

  • Elias Thomé Saliba

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i1.14669

Resumo


O artigo revisita fragmentos dos cronistas paulistas que, através da irreverência e do humor, representaram de forma alternativa o processo de urbanização de São Paulo. Tais registros constituíram parte de uma cultura urbana esquecida e marginalizada pelo ofuscamento produzido, não apenas pelo caótico processo de metropolização, como também pela ascensão hegemônica da cultura modernista a partir de 1922. 

Downloads

Publicado

10-07-2016

Como Citar

SALIBA, E. T. A CRÔNICA URBANA DE SÃO PAULO PELA LUNETA INVERTIDA DO HISTORIADOR (1910-1922). Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 31–46, 2016. DOI: 10.36449/rth.v20i1.14669. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/14669. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático