PELAS RUAS DA CIDADE: MENDICIDADE, VADIAGEM E LOUCURA NA CORTE IMPERIAL (1850-1889)

Autores

  • Monique de Siqueira Gonçalves

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i1.14678

Resumo


Durante a segunda metade do século XIX, foram executadas as primeiras medidas de repressão à população mendicante da cidade do Rio de Janeiro, que então se modernizava. Tratava-se, pois, de retirar das ruas indivíduos que viviam como mendigos devido à invalidez, aqueles que mendigavam por profissão (vadios) e os que tendo enlouquecido viviam nas ruas por terem sido abandonados. Entretanto, além da execução de um projeto modernizador pelo Estado (do qual a polícia era uma ferramenta), existia uma opinião pública que se mobilizava através dos jornais clamando pelo estabelecimento de uma ordem urbana, assim como estava em curso uma disputa jurisdicional encabeçada pela categoria médica que buscava alcançar a plena responsabilidade sobre os alienados. Assim, procurando evidenciar a complexidade das relações inerentes a esse objeto histórico é que realizamos a presente análise.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

GONÇALVES, M. de S. PELAS RUAS DA CIDADE: MENDICIDADE, VADIAGEM E LOUCURA NA CORTE IMPERIAL (1850-1889). Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 154–188, 2000. DOI: 10.36449/rth.v20i1.14678. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/14678. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático